Tradução

5 escritores que também eram tradutores

Dia do Tradutor 2017

Dia 30 de setembro é Dia Internacional da Tradução (ou do Tradutor), e como aqui estamos sempre enfatizando o papel do tradutor no mercado editorial e na expansão da literatura, selecionei alguns escritores que além de muito talentosos para criarem suas narrativas e seus poemas, também sabiam outras línguas e se aventuraram na arte de traduzir em prol da divulgação da literatura. Vamos ver?

1. Vladimir Nabokov

Imagem: Keystone/Getty Images

Vladimir Nabokov nasceu na Rússia e, quando adulto, ganhou cidadania norte-americana. Ele ganhou destaque na literatura universal pelo seu livro “Lolita”, mas parte do seu sucesso se deve ao seu empenho em traduzir suas próprias obras do russo para o inglês.

O autor não estava satisfeito com algumas traduções americanas de seus livros, pois a maioria dos tradutores mudavam muito o texto ou explicavam demais coisas que os russos já sabiam. Então, ele dedicou um tempo para traduzir e reescrever alguns livros em inglês. Depois, já morando nos EUA, publicava suas obras em inglês. Quem lê “Lolita” em inglês e percebe o ritmo, as aliterações e a poesia do texto, nem imagina que venha de um escritor cuja primeira língua era o russo.

2. Milan Kundera

Conhecido mundialmente pelo seu livro “A insustentável leveza do ser”, Milan Kundera é um autor Tcheco. Seu livro ganhou muito destaque após as traduções do tcheco para o inglês e para o francês. Apesar de dever esse sucesso aos tradutores, o autor ficou traumatizado com o caso das traduções de “A Brincadeira” para outras línguas.

Na opinião do autor, deixavam a desejar porque não eram feitas direto do tcheco e sim do inglês ou do francês, o que tornavam as traduções muito diferentes do original. Kundera então dedicou boa parte da sua vida a revisar e atualizar as traduções de seus livros para as línguas as quais ele sabia.

3. Machado de Assis

Que Machado de Assis foi um homem de muitos talentos, todos sabemos. Mas poucos sabem que além de um grande escritor, ele também se aventurou no campo da tradução. Entre suas obras traduzidas mais conhecidas estão “O Corvo”, de Edgar Allan Poe, e “Oliver Twist”, de Charles Dickens.

Ele também foi convidado a traduzir poemas e peças em inglês e francês. Jean-Michel Massa, autor do livro “Machado de Assis Tradutor”, contou um total de 46 textos traduzidos, entre eles romances, poemas e peças teatrais.

4. Cecília Meireles

Além de escritora, Cecília Meireles era professora, pedagoga e jornalista. Tinha conhecimento de muitas línguas estrangeiras, como inglês, francês, italiano, russo, hebraico e até dialetos indo-iranianos. Ela traduziu obras importantes da literatura mundial, como “Orlando”, da Virginia Woolf, antologias de poesias israelenses, e escritores chineses.

5. Haroldo de Campos

Haroldo de Campos, mais conhecido no Brasil como poeta concretista, é um dos nomes brasileiros mais conhecidos na comunidade acadêmica do exterior pelo seu trabalho sobre teoria e prática de tradução. Boa parte de suas traduções foram feitas para divulgar poetas concretistas de vanguarda aqui no Brasil.

Seu conhecimento de línguas estrangeiras era vasto: grego, latim, inglês, francês, alemão, italiano, russo, japonês, chinês, entre outras. Ao todo publicou 19 volumes de tradução de poesia, entre eles obras de poetas como Ezra Pound, Maiakovski, Homero, Dante, fora traduções de trechos e alguns livros Bíblicos – só obras de peso, não é mesmo?

Sem dúvida, boa parte da poesia estrangeira que temos acesso hoje se deve ao seu empenho (e dos seus colegas do grupo Noigrandes) em traduzir e divulgar autores clássicos e de vanguarda.

Difusão da cultura universal

Espero que tenham gostado da homenagem a esses grandes escritores e tradutores brasileiros que se dedicaram a divulgar obras estrangeiras no Brasil, e autores estrangeiros que venceram a barreira da própria língua para expandirem o seu público. Isso mostra a importância da tradução na difusão da cultura universal, e como isso gera um impacto na literatura e na formação de leitores de uma geração.

Deixem nos comentários se vocês já sabiam do lado tradutor desses autores e se tem algum outro autor-tradutor que vocês conhecem!

Sobre o autor

Marina Cases

Deixe um Comentário