Entrevistas Escritores Especial

Jojo Moyes no Brasil

Durante a sua passagem relâmpago no Brasil, Jojo Moyes, a escritora inglesa responsável por fazer todo mundo chorar com Como eu era antes de você, fez sessões de autógrafos no Rio de Janeiro e em São Paulo. O seu último evento em terras brasileiras foi uma live na Saraiva, em parceria com a editora que publica os seus livros por aqui, a Intrínseca. E foi exatamente esta editora do meu coração que permitiu que o SLET estivesse lá presente, em São Paulo, na entrevista ao vivo com a escritora.

A entrevista foi feita pela Carol Moreira e transmitida pelo Facebook e site da Saraiva Online. Antes da Jojo chegar, deu tempo da Carol fazer um quiz com algumas das participantes sobre a autora e suas obras e também entrevistar o Bruno Miranda, autor de Azeitona.

A entrevista com a Jojo Moyes: sobre adaptações, personagens e cinema

Jojo chegou chegando! Logo de cara, já contou que escreveu mais um livro sobre a Lou Clark, personagem principal de Como eu era antes de você e Depois de você – interpretada por Emilia Clark no cinema –, e isso foi uma notícia de primeira mão mesmo porque nem a agente americana dela sabia que já tinha terminado o livro. Ela também está trabalhando no roteiro de mais duas adaptações: Um mais um, que está na escolha do elenco, e do conto Paris para um. Já a adaptação de Depois de você, a continuação da história de Lou Clark não deve acontecer tão cedo – se um dia chegar a ser feita, vai ser como aconteceu com O bebê de Bridget Jones, lançado anos depois do primeiro filme.

Outra coisa que ela não faria é reescrever Como eu era antes de você pelo ponto de vista do Will, como aconteceu com Grey, de E.L. James, autora de Cinquenta tons de cinza (que a Jojo não leu). Segundo ela, iria parecer que estava fazendo isso apenas pelo dinheiro. Mas não é só isso: ela pretende manter-se fora da mente dele para que o livro não perca o seu mistério. A mente do Will deve permanecer indesvendável.

Respondendo a perguntas dos participantes no local e dos internautas no Twitter, pela hashtag #JojoAoVivo, ela escolheu Jess, de Um mais um, como a personagem criada por ela que seria a sua melhor amiga na vida real (porque sabia que todos imaginavam que a resposta óbvia seria a Lou), por ser mãe, trabalhar fora e também ter um cachorro com mau comportamento (Norman <3). Mas, Sophie, de A garota que você deixou pra trás, é, para a ela, a personagem mais destemida que já criou. A meia-calça icônica de listras da Lou Clark foi inspirada na mesma peça que ela teve na infância. E se pudesse escolher dois livros que ela gostaria de ter escrito, seriam O pintassilgo, de Donna Tart, e Pequenas grandes mentiras, da Liane Moriarty (que, inclusive, é sua amiga).

Alguém perguntou qual personagem foi mais difícil de escrever, para o que ela respondeu com “Oh, God, all of them”! Apesar de Como eu era antes de você ter sido o mais fácil, concluído em nove meses, segundo ela, escrever um livro é como ter uma criança; e agora, depois de todas estas obras publicadas, é ainda mais difícil. No entanto, com a experiência, ela consegue identificar o que está funcionando e o que não está. E se ela não rir ou chorar escrevendo é porque não está como ela queria – durante o processo de escrita de Como eu era antes de você, por exemplo, ela chorou tanto que o seu vizinho de escritório veio checar se ela estava bem.

Perguntaram também o que ela acha das pessoas que fazem tatuagens com referências a Como eu era antes de você. Jojo respondeu: “It terrifies me”. Ela fica lisonjeada, mas, ao mesmo tempo, ela é mãe e, mentalmente, está pensando “não faça isso, espere você ter 15 anos!”.

E o que a inspira? “Just the world around me.” Tudo serve de inspiração para ela, todo mundo tem alguma história a ser contada. A Carol perguntou se ela costuma escutar as conversas alheias das pessoas e ela respondeu que adoraria dizer que não, mas que é melhor não conversar perto dela porque ela vai estar de ouvido.

Jojo disse ter a-ma-do o Brasil e que foi mais beijada nos dois dias em que esteve aqui do que em 20 anos de casamento. Ela pretende voltar logo, até mesmo para fazer pesquisa para algum livro novo. E está até pensando em mudar a nacionalidade de uma personagem no livro em que está trabalhando atualmente após a/por causa da visita ao Brasil.

Resumindo: além de ser uma escritora maravilhosa, Jojo Moyes é um amor de pessoa, fofa e simpática.

Autógrafos

Depois do final da live, os participantes puderam pegar um autógrafo e tirar uma foto oficial com a Jojo. Eu escolhi levar o meu exemplar de Como era antes de você (apesar de o meu preferido ser A última carta de amor). Ela leu meu nome no crachá e disse: “Brenda!? Esse nome é bem britânico. Você sabia?”. Depois ela também perguntou se era um nome popular no Brasil.

Ela é assim: a gente chega toda nervosa, tremendo pela expectativa, e ela já puxa conversa, sorridente, como se soubesse que está “quebrando o gelo” para a gente.

E se você AINDA não se convenceu em ler um livro dela, eu tenho cinco razões para virar um #JojoLover aqui!

Álbum de fotos: Jojo no Brasil

(Clique para ver todas as imagens da galeria.)


Agradecimentos

Queria deixar aqui o meu muuuuito obrigada à Editora Intrínseca que me proporcionou mais uma experiência incrível, e também à Saraiva, que organizou o evento e nos recebeu tão bem. (Obrigada, Paty, pela carona! E à Érica pela compreensão!)

Sobre o autor

Brenda Bellani

5 Comentários

  • Ahhh que privilégio, Brenda! ♥ Imagino o quanto deve ter sido incrível conhecer essa autora excelente! Também sou uma #JojoLover de carteirinha, rs, e acho que teria tido um treco! haha
    E nossa, que notícia show essa do terceiro livro sobre a Lou! Já não vejo a hora! 🙂 Adorei saber a opinião da autora sobre não querer reescrever seu grande sucesso na visão de Will… concordo que perderia a emoção que envolve a trama, “o que passava pela cabeça de Will” deve permanecer preservado, basta que a própria história que envolveu os personagens fale por si só… ah e adorei saber que ela também não leu Cinquenta tons rsrs 😉
    Parabéns pela oportunidade, Brenda! Você merece! ♥
    beijos

  • B., adorei seu texto, como sempre escreveu lindamente!
    Foi uma experiência maravilhosa e tomara que possamos compartilhar no futuro outros momentos incríveis como esse.

    Imagina! Amiga é para essas coisas, para falar de livro e dar carona, rsrs. <3

    Bjinhosss
    Paty.

  • Que legal, Brenda!
    A Jojo parece ser muito simpática e acessível. 🙂
    O post trouxe uma outra visão da autora. A Lionel Shriver tb é da Intrínseca, né? Quem sabe ela tb não passe por aqui? 😉
    Bjs!!
    Val

  • Brenda que maravilhoso! Adorei as novidades e depois de li “Depois de você” já esperava que haveria uma continuação, rs … Uau ela gostaria de ter escrito “Pequenas grandes mentiras”? Até eu gostaria, porque que livrão da porra hein, rs … Posso compartilhar seu post? Bjos <3

    • Oi, Cah! Obrigada por ler e que bom que gostou! <3 Eu também adoraria ter escrito Pequenas grandes mentiras, porque né... Que livro! Hahaha

      Claro que pode! Fico muito grata! <3

      Beijo,
      Brenda

Deixe um Comentário