Especial Evento Literário

Um resumo de 2017 em eventos literários e posts do SLET

Ano passado, além do post com a lista de todas leituras finalizadas, escrevi uma retrospectiva de 2016 com todos os eventos literários que participei e também dos principais posts do blog. Este ano, quis fazer um post semelhante porque 2017 foi mais um ano produtivo.

Encontro com autores

Em 2017, não teve Flip nem Bienal para mim, mas com certeza houve encontros incríveis com autores que eu amo e admiro. O Sesc de Campinas criou um evento bimestral sensacional que traz um autor por vez para recomendar algum livro que marcou sua vida ou que tenha lido recentemente. Foi graças a ele que conheci o Milton Hatoum e o Daniel Galera, meu escritor brasileiro preferido.

Em maio, consegui ir ao evento da Editora Intrínseca em parceria com a Saraiva em São Paulo para conhecer – nada mais nada menos que – a Jojo Moyes. Foi uma experiência inesquecível porque, além de ter a chance de conhecê-la e pegar autógrafos, nós assistimos à transmissão ao vivo da entrevista da página da Saraiva.

E teve também reencontro com os super gêmeos quadrinistas Fábio Moon e Gabriel Bá em Campinas, para o lançamento de Como falar com garotas em festa, adaptação do conto de Neil Gaiman. (Na ocasião, o Fábio lembrou do meu nome, o que me deixou muito contente. Na Feira Miolo(s), encontrei o Gabriel Bá andando por lá e ele lembrou de mim, me chamou pelo nome e até me cumprimentou. Quão legal é saber que seus ídolos te conhecem pelo nome?)

Comemoração

Retrospectiva 2017 - 2017bestnine do Instagram

#2017bestnine do @sobrelivrosetraducoes no Instagram.

O SLET completou quatro anos em outubro e teve até bolo para comemorar. Como disse no post especial de aniversário, tenho fases de desânimo em continuar com o blog, mas receber todas aquelas mensagens lindas de parabéns foi uma injeção de ânimo – e me tranquilizou de saber que vocês também passam por períodos assim. Estamos juntos nesta empreitada e no final tudo vale à pena!

Outra comemoração de 2017 foi ter tido a parceria com a Intrínseca renovada por mais um ano! Então o SLET vai continuar a trazer pelo menos mais duas resenhas por mês de livros da Editora.

Feiras

Consegui visitar pela primeira vez a Feira Miolo(s) na Biblioteca Mário de Andrade, organizada pela editora Lote42. O evento anual que reúne editoras “menores” e artistas gráficos de todos os estilos é uma ótima oportunidade de conhecer diversos trabalhos, no entanto, o intuito passa longe de ser a oferta de produtos com preços promocionais. Por isso, a visita de fato compensa, mas sem a intenção de gastar. É um passeio interessante e os estandes tomam todos os andares do local. (Sem contar que a biblioteca já vale a ida a São Paulo.)

Feira Miolos 2017

Edição da Feira Miolo(s) de 2017, na Biblioteca Mário de Andrade.

Também consegui voltar à Festa do Livro da USP este ano e desta vez bem mais preparada, com listinha e tudo, como contei aqui. No total, acabei comprando 17 livros e HQs e, até a presente data, consegui ler nove deles. Com certeza, para quem ama garimpar livros e achar os melhores preços, esse é um dos eventos literários mais importantes do ano. Pretendo voltar em 2018, se tudo der certo.

Pela primeira vez fui ao Fórum de Editoração, onde assisti a quatro mesas interessantíssimas sobre as escolhas e contrapontos do editor, com participações de pessoas influentes na área. Também fui a uma oficina de zine gratuita realizada pela Biblioteca de Americana e escrevi para o SLET um pouco sobre este tipo de publicação independente.

Posts especiais do SLET

Post especial do Dia do Escritor 2017

Definitivamente, para mim, o ponto alto do SLET este ano foi a publicação especial do Dia do Escritor, com a participação de dez autores e autoras nacionais. Todos eles responderam à pergunta “Para você, o que significa ser escritor?”. As respostas, como você pode imaginar, foram tão diversas quanto inspiradoras. Sou muito grata à participação de cada um dos convidados!

A Marina Cases também escreveu um post especial para comemorar o Dia do Tradutor, listando cinco escritores que também têm trabalhos importantes de tradução.

Como parte da semana especial Tartarugas até lá embaixo, promovida pela Intrínseca, eu fugi um pouco do comum e fiz um post mais pessoal sobre transtornos mentais, um assunto que precisa ser tratado com mais transparência e aceitação, e menos estereótipos. Para mim, outro destaque do ano foi o post sobre introdução ao mercado de HQs, escrito pelo convidado Ronan Maeda, um guia prático para quem quer começar a se aventurar no mundo das graphic novels – algo que eu venho tentando fazer cada vez mais (e adorado).

Sobre tradução e séries

Infelizmente, eu diminuí drasticamente as publicações sobre traduções. Em 2017, foram apenas duas: Quanto o tradutor é muito fã do autor traduzido e A tradução de expressões idiomáticas. Gostaria muito de retomar os estudos para poder trazer mais conteúdo da área para o SLET. Veremos o que 2018 me reserva!

Em compensação, eu trouxe mais posts sobre séries e adaptações de livros, como, por exemplo, o excelente (e politicamente incorreto) Rick and Morty e Mindhunter. E também escrevi sobre a releitura de todos os sete livros da série Harry Potter! (Inclusive, teve até receita de cerveja amanteigada!)

Bibliotecas da região

Biblioteca de Americana, São Paulo

Mas, definitivamente, os que eu mais gostei de escrever, os que mais me deixaram contente de publicar e que tiveram um retorno muito gratificante foram os perfis da Biblioteca de Santa Bárbara d’Oeste e da Biblioteca de Americana, aqui da minha região. Espero de coração que as publicações tenham ajudado, mesmo que minimamente, a atrair novos leitores a estes espaços dedicados à população e com projetos tão especiais.

Duas realizações

Para finalizar, este ano eu realizei mais duas grandes vontades:

  1. Ganhei uma máquina de escrever de aniversário dos meus pais;
  2. Assinei a TAG – Experiências Literárias! Recebi minha primeira caixa agora em dezembro e já estou apaixonada!

Sobre o autor

Brenda Bellani

Deixe um Comentário